sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Consertam-se cadeiras



Ontem à noite, Bruna, minha sobrinha querida, me enviou uma mensagem com uma imagem. A imagem era de uma cadeira com assento e encosto de palhinha toda rasgada. Estilo Luís Felipe (procurei na internet).  Foi achada no lixo e ela se apaixonou pela cadeira, acreditou que esta devia ser restaurada, reintegrada, que merecia uma chance de uma nova vida.
“Será que o Dado se anima a arrumar essa cadeira para nós? Ele troca a palhinha e nós lixamos e envernizamos. ”
Foi montada uma força tarefa para recuperar a cadeira.
No mundo em que estamos vivendo muitos podem dizer - Vale a pena? Você pode ir em loja de móveis e comprar uma novinha. Deixa ela para lá. Vai dar muito trabalho. Muito esforço, muito tempo. Tempo que podia estar fazendo...? Ah, é muita dedicação. Imagina como deve estar essa cadeira encontrada no lixo. Suja, feia, maltratada.
Vale a pena sim.
Primeiro pela descoberta e o olhar atento que fez tornar visível a cadeira invisível que morria no lixo.
Segundo pela proposta de compartilhar – saberes, conhecimentos, momentos.
Terceiro por dar uma segunda chance a algo e para isso não mediu esforços de recrutar ajuda de outros.
Quarto, quinto, sexto, sétimo pelo prazer do fazer, de se esforçar e superar obstáculos.

Então, queridos amigos, aqui em casa consertamos cadeiras pelo amor do encontro, da amizade e dos sorrisos e acima de tudo pela paixão do fazer, refazer e restaurar.

Ana Carmen Nogueira, Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie. Graduação em Artes Plásticas. Especialista em Educação Especial com aprofundamento na área de deficiência visual e Arteterapia. Desenvolve pesquisa de pintura encáustica, ministra cursos desta técnica e atua como Arteterapeuta no Ana Carmen Nogueira Ateliê de Artes

terça-feira, 29 de setembro de 2015

V Fórum Paulista de Arteterapia



Data: Dia 3 de outubro de 2015
Horário: 9h00 às 17h30

Palestrantes:
Dr. Ricardo Leme
Artista Plástico Silvio Alvarez

Local:
Colégio Maria Imaculada
Rua Bernardino de Campos,79 - Paraíso - São Paulo-SP

Valores para Inscrição
Modalidade
Valores
Estudante Associado AATESP
R$ 40,00
Estudante Não Associado
R$ 80,00
Profissional Associado AATESP
R$ 80,00
Profissional Não Associado
R$ 160,00

PROGRAMAÇÃO
9:00 às 9:15 - Abertura
9:15 às 10:15 - Reflexão dos Coordenadores de cursos sobre o tema do Fórum
10:15 às 10:30 - Coffe Break
10:30 às 12:30 - Palestra de abertura proferida pelo Dr Ricardo Leme, médico pela Faculdade de Ciências Médicas daSanta Casa de São Paulo, neurocirurgião do Hospital das Clínicas em São Paulo,parceiro no Miami Project to Cure Paralysis, da Universidade de Miami,graduação em medicina Antroposófica, físico pela Usp.

ALMOÇO
12:30 às 13:30

MESAS TEMÁTICAS (com abordagens diversas)
13:30 às 15:30

Mesas
Coordenador
Convidado 1
Convidado 2
AATESP
1. Arteterapia na promoção da Saúde
Fabíola Gaspar
Selma Ciornai
Oneide Regina Depret
Ana Alice Francisquetti e Cassia Rando
2. Arteterapia na preservação da saúde
Sonia Tommasi
Cristina Anauate
Eliana Cecília Ciasca
Tania Freire
3. Arteterapia e a transdisciplinariedade
Patrícia Pinna
Ana Alice Trubbianelli
Ideli Domingues
Zília Nazrian e Paola Vergueiro
4. Arteterapia na educação
Dilaina Santos
Claudia Colagrande
Vera Ferretti
Lídia Lacava
5. Arteterapia e o atelier terapêutico
M. Betânia Noegren
Sidney Francisco
Maria Anagela Gaspari
Ana Carmen Nogueira e Paola Vergueiro
6. Arteterapia pesquisa e revista eletrônica
Cristina Allessandrini
Maíra Bonafé Sei
Irene Arcuri
Regina Chiesa


INTERVALO
15:30 às 16:00

ENCERRAMENTO (com o artista plástico Silvio Alvarez)
16:00 às 17:30 

sábado, 12 de setembro de 2015

Tardes de Arteterapia

11
O Espaço Viver com Arte está abrindo um novo grupo de Arteterapia para idosos. Tragam seus familiares idosos para passar tardes fazendo, criando e se expressando por meio da arte.
Maiores informações com
Ana Carmen Nogueira
Arteterapeuta
200/0611
AATESP


quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Sobre irmãs

Arte: Ana Carmen Nogueira 2006

Ontem, minha amiga me contou que não falava com uma de suas irmãs desde 2014.
Por um motivo bobo, elas deixaram de se falar.
Bem, bobo para nós que estamos de fora, mas que fez crescer um muro de intolerância entre elas.
Não deixo de pensar nisso desde ontem.
Lembrei de minha irmã.
Não nos falamos desde vinte e sete de julho de 2012.
3 anos.
Porque?
Não sei. Quebrou a conexão? Não nos gostamos? Eu ou ela dissemos coisas imperdoáveis?
Não sei, assim como minha amiga não sabe, mas sofre.
Irmãs, para o bem e para o mal tem conexões inquebráveis. O tempo não rompe. As mágoas não fazem com que as trilhas do passado se apaguem.
Vivemos juntas nossa infância, adolescência e a fase adulta. Nossas vidas estão conectadas como uma rede.
Algumas irmãs trocam segredos e são amigas, outras não são confidentes, não são amigas, não são...nada
Mas, são irmãs.
Fico aqui na distância de espaço e tempo lembrando de minha irmã.
Tenho imagens guardadas de como a achava linda e inteligente.
Que orgulho que tinha de ter uma irmã.
Não sei como ela me olhava e nem o que sentia.
Hoje isso não importa mais.
Há uns anos atrás fiz uma pintura a partir de um retrato de nossa infância querendo resgatar minha irmã perdida.
Dei de presente para minha mãe.
Quando mamãe desmontou o apartamento e veio morar comigo, minha irmã levou a pintura com ela.
Por três anos não nos falamos e nem sabemos uma da outra. No entanto, tenho certeza que por mais que ela tenha se distanciado de mim, eu estou lá, na sala ou no quarto sorrindo para ela ao lado dela.
E assim, minha querida amiga, pensando em você e na sua irmã, creio que uma está ao lado e em frente a outra. A distância não existe e o tempo congelou.
Restaram vocês...


Ana Carmen Nogueira, Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie. Graduação em Artes Plásticas. Especialista em Educação Especial com aprofundamento na área de deficiência visual e Arteterapia. Desenvolve pesquisa de pintura encáustica, ministra cursos desta técnica e atua como Arteterapeuta no Ana Carmen Nogueira Ateliê de Artes

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Cadernos Criativos 3





Trabalhar em etapas em caderno criatovos é umas das chaves para o processo de criação. Se você está tendo problemas para iniciar seu caderno criativo, experimente este modo de fazer ultrapassando  os obstáculos.
Experimente trabalhar em três etapas, não precisa ser nesta ordem:
1.      Pintura
2.     Colagem
3.     Desenho e / ou escrita
Percebi que se eu dividisse meus registros em etapas, conseguia organizar melhor meus pensamentos e ficava muito mais contente com as minhas páginas.
Esta última etapa o rabiscar, desenhar e escrever é a mais flexível das três.
Você pode preparar seu caderno para usar durante uma viagem. 
Nos meus cadernos sempre grudo algumas coisas que coleto durante minhas viagens e nunca deixo de rabiscar, desenhar e escrever. Isso me dá memórias muito preciosas que as fotografias não conseguem captar. Meus cadernos estão guardados e quando os folheio surgem mundos, pensamentos e vivências.
Faça você também seu caderno criativo.
Assista aos dois primeiros vídeos:
Cadernos Criativos 1: https://www.youtube.com/watch?v=3_yfKkn02JM
Cadernos Criativos 2 : https://www.youtube.com/watch?v=Ix3OzMLUoeI

















quinta-feira, 13 de agosto de 2015

O prazer do encontro


O prazer do encontro.
Ana Carmen Nogueira
Ontem Julia e Lívia vieram ao meu ateliê para pintar a rabeca artesanal que construíram.
A rabeca é linda, o corpo é feito de cabaça e o cabo de madeira de construção. No domingo, dia dos pais, foi a primeira vez que vi o instrumento. Estávamos todos sentados à mesa na grande varanda da casa de meus sogros quando abriram a sacola e de lá tiraram o instrumento.
A poesia existe nas pequenas coisas, e lá estava ela. Essas duas meninas, delicadas, cuidadosas no estar no mundo, trabalham com música e arte no seu dia-a-dia. Contam histórias de suas intervenções com as crianças e como gostariam de que elas despertassem para um olhar mais atento e curioso sobre o mundo. Oferecem esperança e poesia. E assim foi quando, no meio das conversas e discussões, elas suspendem o momento para mostrar o que haviam construído. Lindo, leve, sonoro.
Vamos pintar? Proponho. Aceitam.
Vieram ontem aqui no ateliê. Chegaram suaves como veludo. Mostrei algumas ideias, apresentei o material e iniciamos os trabalhos. Durante quatro horas não sentimos o tempo passar. Concentradas, serenas com o coração, o desejo e a mente em harmonia, naquele momento sentimos que nosso pensamento e desejo estavam em uníssono, em estado de fluidez como nos fala  Mihaly Csikszentmihalyi (2007, p. 42 tradução minha).

Os atletas se referem a esse momento como a zona, os místicos como “êxtase”, e os artistas e músicos como “arrebatamento estético”.  Atletas, místicos e artistas fazem coisas muito diferentes quando experimentam estes estados de fluidez, mas suas descrições das experiências são extraordinariamente parecidas.

A arte é uma das atividades que produzem momentos de fluidez, pois quando estamos desenvolvendo um projeto estamos concentradas, sem espaço no pensamento para coisas que nos distraiam a não ser o percurso e a meta a cumprir. Corpo e mente em conexão faz com que tenhamos a sensação de uma vida plena.
Foi pleno, e me vejo sorrindo quando me lembro de nosso encontro, da pintura e da rabeca linda contendo esperança de criação de espaços sonoros, sonhos e devaneios.
Terminamos a noite com pizza e vinho e a certeza de que a experiência da arte faz sentir que a vida vale a pena.

Referência
CSIKSZENTMIHALYI, Mihaly. Aprender a Fluir. Barcelona: Editorial Kairós. 5ª edição, 2007


Ana Carmen Nogueira, Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie. Graduação em Artes Plásticas. Especialista em Educação Especial com aprofundamento na área de deficiência visual e Arteterapia. Desenvolve pesquisa de pintura encáustica, ministra cursos desta técnica e atua como Arteterapeuta no Ana Carmen Nogueira Ateliê de Artes

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Curso de encáustica

Faça curso de encáustica
O curso completo possui 6 módulos sendo que o módulo 1 é pré-requisito para os outros.
Os módulos devem ser agendados previamente. 

Encáustica 1: Introdução à técnicabreve histórico, preocupações de segurança, o uso da pistola de ar quente como ferramentas de fusão, mistura de cores, camadas básicas, criação de superfícies lisas / textura.
Neste curso introdutório irão aprender a fundir camadas de encáustica, usando a pistola de ar quente. A pistola de ar quente é uma ferramenta imprescindível para a fusão. Vamos explorar as diferentes maneiras de aplicar a pintura e aprender tudo sobre pincéis, cores e mistura de cores, como trabalhar com os contornose como conseguir uma superfície lisa. Vamos também experimentar e explorar algumas texturasTodos os materiais estão incluídos.
Carga horária: 4 horas


Horários: Agendar.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

domingo, 2 de agosto de 2015

De Perto Ninguém é Normal

Por: Ana Carmen Nogueira
Ontem começou agosto parecendo primavera. Dia claro, verde bem verde, a luz do sol brilhando sem torrar e as pessoas passeando, invadindo as ruas. Fomos para o Bexiga. Esse bairro central paulista ainda preserva a vontade das pessoas andarem nas ruas. Os moradores do Bexiga se conhecem, andam pelas ruas, entram nas casas que conservam as convidativas janelas abertas, compram na venda ao lado, comemoram na rua a Santa. No Espaço de Cultura Bela Vista está a exposição de Ana Teixeira com desenhos que ela fez de moradores do Bixiga. Um olhar atento e único que Ana tem sobre os seres humanos, seu objeto de interesse. Me encantou a Mamuska que ela fez com o rosto de uma das moradoras do bairro. Não tirei foto, mas dormi pensando naquela imagem e em todo o universo que ela me trouxe. A Mamuska está decorada com um delicado e forte desenho de árvore por todo o seu corpo. Esses galhos de árvores são feitos com uma fina caneta preta de nanquim ou tinta permanente que vão levando o nosso olhar a percorrer toda a “boneca russa”. Alguns galhos têm em sua ponta explosão de pequenas flores rosas, elas estão esvoaçando. São tão delicadas que poderia se dizer que são etéreas. Abaixo, bem no meio encontramos o desenho de um pássaro colorido olhando para cima, subindo o nosso olhar um pouco na diagonal está um rato bem peludo e mais para direita um lagarto verde lindo forte, claro com todas suas escamas bem desenhadas. Acima do lagarto um gato, independente, curioso e ágil. No alto sorrindo, está o rosto de Mamuska. Seu rosto brilha e me invade, me deixou feliz. São momentos assim que devem ser agradecidos de terem sidos vividos. Suspendemos o mundo lá fora e entramos em outro universo que nos alimenta de novas imagens e sensações. Obrigada.
Ana Carmen Nogueira, Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie. Graduação em Artes Plásticas. Especialista em Educação Especial com aprofundamento na área de deficiência visual e Arteterapia.Desenvolve pesquisa de pintura encáustica, ministra cursos desta técnica e atua como Arteterapeuta no Ana Carmen Nogueira Ateliê de Artes

terça-feira, 19 de maio de 2015

Desenhos para colorir

Emanuel Pereira dos Santos, SP/SP, UPMackenzie


Para comemorar à 4ª Semana Internacional de Arte & Educação promovido pela UNESCO e InSEA, convidamos tod@s a desenhar e colorir a partir das estruturas criadas por Ensor Holiday, que estão no blog. Copie, imprima, desenhe, pinte e publique.
Para postagens de suas produções, entrem no blog, opção: "menu" e depois cliquem em "Desenhos criados". Aparecerá uma janela para download da sua imagem, escreva na legenda seu nome, a cidade e a instituição onde trabalha ou estuda e concorde com os termos da colaboração. A imagem não será publicada imediatamente.
Vamos brincar de colorir?




terça-feira, 14 de abril de 2015

Cadernos Criativos 01





Caderno criativo é uma ferramenta para o crescimento pessoal usando

escrita e desenho. É um lugar de reflexão, autoconhecimento,

desenvolvimento, experimentações, questionamentos por meio de desenhos,

escrita, poesia, colagem,fotografia, pintura.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Encáustica Incrustação


Incrustar é embutir, está técnica geralmente é usada em trabalho com madeira que são cortados e inseridos pequenos pedaços de madeiras. Com encáustica, você faz um entalhe na cera e adiciona encáustica pigmentada. Com a esteca de argila ou outra ferramenta de raspagem limpe o excesso de tinta em torno do canal, esta técnica cria uma linha bela e limpa.


segunda-feira, 30 de março de 2015

Encáustica - Módulo 2


Trabalhos de Zilamar Takeda
Curso de encáustica módulo 2 - exploração de colagem, textura, linhas e contorno. A técnica de colagem oferece a oportunidade de modificar e reposicionar os seus elementos a qualquer momento, até que esteja satisfeito com a sua composição. Com linha e contorno, vamos entrar em contato com a incisão e preenchimento, fazendo linhas em cima da superfície com uma variedade de ferramentas. Todos os materiais estão incluídos.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Encáustica Módulo I



Curso de Encáustica.
Encáustica é a mistura de cera de abelha+resina damar+uma pitada de cera de carnáuba e outra pitada de parafina.
O curso de Encáustica é dividido em 6 módulos de  4 horas cada.
Módulo I
Neste módulo introdutório começamos falando dos itens de segurança,  ventilação adequada, temperatura de trabalho, segurança para as mãos, como evitar queimaduras, uso adequado de equipamentos e as muitas maneiras de trabalhar e estar seguro.

Você irá aprender a fundir diversas camadas encáustica, usando o soprador de ar quente. O soprador ou pistola de ar quente é a ferramenta de fusão que usamos para fazer encáustica. Vamos mostrar maneiras diferentes de aplicar a pintura, ensinar tudo sobre pincéis, cores e mistura de cores, como lidar com os contornos, e como conseguir uma superfície lisa. 
Todos os materiais estão incluídos.
As aulas são individuais e já começamos a atender neste ano. Aqui estão uma amostra de um dos trabalhos produzidos durante o primeiro módulo.
Venha fazer arte. Descubra a encáustica